Feliz Natal para todos!



Por que Jesus vem? Como o homem de hoje pode posicionar-se diante desta notícia? E o Natal, que é? Natal é o amor de Cristo pelo homem.

O novo Ser entra no mundo. O Ser novo como antes não havia, nessa novidade de seu comunicar-se aos homens. Um Ser novo entra no mundo, o mundo do Deus verdadeiro.
Um Ser, novo no conjunto do que se vê no mundo, brotou naquele lugar.

Tudo foi feito por Ele, mas aqui predomina a novidade de uma vida. Uma nova criatura vence a antiga. A antiga criação opõe-se à nova, mas com o Natal o calor retorna ao mundo, e tudo ressoa com eco ao apelo divino, ao Mistério que existe.

O impossível, isto é, o Mistério, não é merecido pelo homem. Entretanto, aqui acontece um foco, uma afeição que envolve, um calor que predomina no imenso cenário do mundo, no espaço eterno.

Aqui é o presságio de uma coisa nova que afervora, e tende a fazer tudo tornar-se concreto. E propriamente por isto suscita uma grande devoção.

Como graça divina, no tempo determinado, o Filho de Deus se fez uma criança na história humana, apropriou-se de padrões e fórmulas de uma existência.

Na lembrança e na memória daquele Fato, o testemunho do Filho de Deus emerge sempre mais forte e a impotência do mal se torna a figura dominante de toda a história. E o povo de Javé surge para atirar-se ao mundo. Assim, para cada dia da vida, fica nas mãos do povo cristão a aposta do poder de Deus no tempo, e a oração a Nossa Senhora para que se realize em todas as circunstâncias.

(L. Giussani, fonte: Comunhão e Libertação)

Comentários

Postagens mais visitadas