Duc in altum!

Apontamos os olhos em todas as direções,
Sopra o vento favorável,
A rosa dos ventos nos aprova a partida
E a lembrança nos puxa de volta.

Pensamentos perdidos no horizonte
São sinais de âncoras profundas
Partir porque nos resta,
Partir porque não ficou nada...

Chorar e navegar;
O Vento nos nos enxuga as lágrimas,
As estrelas nos saúdam.

Portos distantes, eis tua meta,
Lançar-se além do partir,
Partir... porque não ficou nada.

(dedicado à Escola de Sagres e a Fernando Pessoa)

Comentários

Postagens mais visitadas