aos que hão de nascer

Nascer é gritar, é deixar-se irradiar de luz e experimentar uma gama considerável de novas sensações...

Nem sempre nascer é sinônimo de bem-estar, porém, é sempre necessidade e um passo a mais que se dá no longo processo evolutivo. Todas as cores invadem o campo da visão, todos as possibilidades de emoções e contrastes. A vida é forte e nos envolve; é como uma enxurrada de água fria numa manhã quando nosso corpo ainda está quente e condicionado ao sono: às vezes o despertar é brusco, mas a energia é incomparável...

Nascer é atirar-se sem medo na sabedoria universal e traçar uma jornada que deixa marcas profundas na consciência e na memória. É lançar-se sabendo que a morte está a espera em alguma esquina de nossa história, mais cedo ou mais tarde.

Eu nasço e tu me provocas...

Comentários

Postagens mais visitadas